Adsense Cabeçalho

PiTacO do PapO - 'Estaremos Sempre Juntos' | 2019

NOTA 7.0

Por Rogério Machado 

O ator , roteirista e diretor Guillaume Canet tem uma carreira absolutamente saudável dentro do cinema francês. Depois de atuar em uma lista bem robusta de grandes trabalhos, o rapaz, de uns temos para cá, se lançou por trás das câmeras onde também teve êxito, tamanha diversidade de assuntos retratados com competente bom humor. Sua nova empreitada, 'Estaremos Sempre Juntos', que acaba de chegar aos cinemas, é  na verdade a continuação de 'Até a Eternidade' (2010), uma comédia dramática cuja maior lição é nos dizer que problemas podem acontecer, dores são inevitáveis, mas que ninguém precisa se isolar por conta deles. 


Nessa segunda história, Max (François Cluzet), que tem andado muito preocupado com os rumos de sua vida,  decide tirar um final de semana de folga em sua casa de praia. Mas seus planos são interrompidos com a chegada de Eric (Gilles Lellouche), Marie (Marion Cotillard), Vincent (Benoît Magimel), Isabelle (Pascale Arbillot) e Antoine (Laurent Lafitte), que planejavam uma festa de aniversário surpresa para ele. Depois de anos afastados, após a fatídica morte de Ludo (Jean Dujardin), que causou um buraco enorme naquelas relações, a pergunta que se faz é :  será que a amizade entre todos continuaria a mesma?

Tanto no primeiro, como nessa sequência, a premissa é a mesma: a união e o apoio mútuos em momentos de adversidade. Canet tem um grande elenco em mãos, atores multifacetados que transitam bem no humor e na comédia, o que resulta em cenas extremamente engraçadas, que flertam com o ridículo, mas que alcançam algum êxito em função da desenvoltura e do carisma de seus defensores. Destaco aqui o bom momento de Cluzet, que naturalmente rouba a cena com um personagem que está a beira de um colapso, e se divide entre picos de mal humor e lapsos de ternura.

Contudo, mesmo com sequências isoladas boas, o filme se perde pelo excesso de informação. São muitos personagens, relações complicadas que se misturam e dramas que acabam ficando mal resolvidos no meio de tantos dilemas paralelos. 'Estaremos Sempre Juntos', carrega consigo um tema batido, (os efeitos da passagem do tempo e como resistimos à ele) mas que ainda consegue dar seu recado de maneira redonda. Nada grandioso, mas certamente apresentado de maneira correta. 


Vale Ver !


Nenhum comentário