Adsense Cabeçalho

PiTacO do PapO - 'Somente o Mar Sabe' | 2018

NOTA 6.5

Por Rogério Machado



Algumas grandes histórias, (essa é uma delas), são muito prejudicadas pelo mau desenvolvimento e a abordagem falha.  'Somente o Mar Sabe' , título nacional que na minha visão soa melhor que o original ('The Mercy'), seria uma das grandes promessas do ano não fossem os deslizes nesses quesitos. A paixão desse homem pelo mar , que o levou a tomar decisões impensadas e inconsequentes, se  desenrola de uma maneira tão inacreditável que merecia uma dose a mais entusiasmo. O longa passou por poucas salas em abril e deve chegar em breve às plataformas de streaming e VOD.


O filme apresenta a história real de Donald Crowhurst (Colin Firth), um empresário britânico e navegante amador, que decide se tornar o primeiro homem a dar a volta ao mundo sem paradas, vencendo a Golden Globe Race de 1968 e faturando um polpudo prêmio. Deixando em terra mulher (Rachel Weisz), filhos e muitas dívidas referentes à construção de sua inovadora embarcação, ele parte numa solitária aventura náutica marcada por problemas, inexperiência e desespero.

Nada é tão vacilante em 'Somente o Mar Sabe' quanto seu roteiro. O texto preguiçoso,  perde muito tempo com as divagações da escrita de Donald durante o período em que ele estava em alto mar:  entre os problemas sérios do barco que tomaram outra dimensão no meio do nada, até a mentira que gerou o boato em que ele estava atingindo a melhor posição na competição, são retratados no filme com textos soltos que em nada ajudam em quebrar a narrativa monótona. 

Se existem motivos para a sessão, esses podem ser as presenças de Firth e Weisz (confesso que foi isso que me trouxe até aqui). Firth faz força, mas não apresenta a qualidade performática habitual, porém Weisz, ilumina a tela e salva a película do completo tédio. A maneira em que sua personagem dosa esperança com o medo de que nunca mais veja o marido novamente, conquista em curto espaço de tempo. 'The Mercy' fica  entre o nadar e o morrer na praia - não é um grande filme, mas vale pela curiosidade sobre esse homem que preferiu assumir mais do que podia do que decepcionar a quem amava. 


Vale Ver, Mas Nem Tanto !

DIREÇÃO

  • James Marsh

EQUIPE TÉCNICA

Roteiro: Scott Z. Burns
Produção: Ben Knight, Caroline Hewitt, Graham Broadbent, Jacques Perrin, Nicolas Mauvernay, Peter Czernin, Scott Z. Burns
Fotografia: Éric Gautier
Trilha Sonora: Jóhann Jóhannsson
Estúdio: BBC Films, Blueprint Pictures
Montador: Jinx Godfrey, Joan Sobel
Distribuidora: Paris Filmes

ELENCO

Adrian Schiller, Alexia Traverse-Healy, Andrew Buchanan, Anna Madeley, Colin Firth, David Thewlis, Dilyana Bouklieva, Finn Elliot, Genevieve Gaunt, Jonathan Bailey, Ken Stott, Kit Connor, Laurence Spellman, Mark Gatiss, Nick Owenford, Oliver Maltman, Rachel Weisz, Sam Hoare, Sebastian Armesto, Simon Chandler, Tim Downie

Nenhum comentário