Adsense Cabeçalho

PiTacO do PapO - 'It - A Coisa' (2017)

NOTA 9.5

Por Thayná Prado @cinemanoporão 


Temos aqui uma nova adaptação da obra clássica de Stephen King que foi publicada em 1986. Lembrando que em 1990, o livro foi adaptado para a televisão no formato de minissérie, estrelando o ator Tim Curry como o palhaço Pennywise, o que fez a obra ganhar mais notoriedade e ser aclamada no mundo do horror.   

O longa se passa em uma pacata cidade chamada Derry, onde crianças começam a sumir repentinamente deixando como pista apenas partes de seus corpos. Em meio à esse caos todo, sete crianças vistas como desajustadas pelo resto da escola e que se auto intitulam de "Losers Club" começam a enfrentar seus maiores medos por conta de um palhaço maligno chamado Pennywise, que há culos deixa um rastro de medo e violência.  

O primeiro ato consiste em mostrar o elo entre as crianças e como a amizade que elas tem estabelece o alicerce mediante aos problemas pelos quais elas passam. É muito real e concisa essa construção, cada um tem uma peculiaridade e foi adaptado de uma forma bem autêntica, até com uma certa pitada de humor. Os diálogos  entre eles são geniais, nos convencem à todo tempo da forte relação entre eles. Em diversos momentos, me lembrei de 'Os Goonies' (1985) e até da série 'Stranger Things' (2016) - o longa se destrincha na mesma pegada graças  ao talento do roteirista Cary Fukunaga,  que é um gênio e conseguiu trazer veracidade nessa ligação que há entre os garotos

Todos estão muito bem em cena, uns conseguem se destacar mais, o que era mesmo de se esperar, e gostaria de enfatizar três atuações: Jack Dylan Grazer (Eddie ), Finn Wolfhard (Richie) e Sophia Lillis (Beverly) - eles estão demais, principalmente Finn Wolfhard que também está em 'Stranger Things', o jovem garoto tomou o filme pra ele e simplesmente roubou a cena. Já era fã,  mas agora a minha admiração acabou por ser potencializada. 

A nova adaptação não fica atrás da de 1990, pelo contrário, o diretor conseguiu se reinventar e trazer um tom mais mórbido e sombrio principalmente nas cenas dirigidas no esgoto. Importante destacar também que o bullying que é abordado na obra está mais pesado nessa adaptação do que na primeira - as cenas estão com um 'q' a mais de realismo.  Há também uma sequência envolvendo a personagem Beverly em sua casa dentro de um banheiro que me deixou muito tensa e ao mesmo tempo admirada, mexeu muito mais comigo do que na adaptação de 1990.  

Pennywise interpretado pelo Tim Curry é um clássico: me dá medo até hoje quando revejo o filme, mas a interpretação do Bill Skarsgard é maravilhosa e com certeza irá se tornar um marco. Há um trabalho enorme com o olhar do ator, o medo  na maioria das cenas está exatamente ali, ele consegue causar tensão só de olhar para as crianças. Há muito sarcasmo e morbidez  em sua performance. A fisicalidade também é impressionante, a forma como ele se contorce e se move é genial, o rapaz construiu um personagem muito imponente.  

Considero 'It' uma história fantástica: a obra do S. King é muito rica em detalhes e a adaptação de 90 faz jus à tudo isso, sendo assim, é claro que fui assistir a nova empreitada com um pouco de pé atrás. Focando no gênero atualmente, são muitas ideias boas desenvolvidas de maneiras ruins e completamente rasas,  mas posso garantir que não é o caso de 'IT' (2017)- o longa me surpreendeu e eu fiquei vidrada do começo ao fim... e quando acabou , fiquei com aquele gostinho de quero mais,  e para mim, ah... isso pra mim representa um tremendo prazer.  

'It -A Coisa' não é só um filme de horror, ele é muito mais complexo do que isso e a mensagem final é linda. Se trata também de crianças desajustadas construindo um elo eterno: a amizade. E tendo, claro,  aquele 'plus a mais' com muitos arrepios, porque Pennywise sempre será um eterno ícone do medo.  


Super Vale Ver ! 

Nenhum comentário