Adsense Cabeçalho

PiTacO do PapO ! 'A Descoberta' - 2017

NOTA 8.5


Se tem uma coisa que todo mundo gostaria de saber mas não tem coragem de ir atrás para descobrir como (óbvio!) , é o que acontece depois da morte - O que tem do outro lado? O que seríamos capazes de fazer?  É melhor mesmo que esse plano aqui?  Essa é a tônica de 'A Descoberta',  a mais nova empreitada cinematográfica da Netflix.  O filme que está disponível desde o dia 31 de março, é inteligente e tem o poder de gerar diferentes interpretações e inúmeros questionamentos. 


Na história, Thomas (Robert Redford) fez uma descoberta científica surpreendente, conseguindo provar, para todos os efeitos, que existe vida após a morte. Mas a repercussão da tal descoberta não foi das melhores, e as pessoas acabam por se suicidar para tentar a sorte do 'lado de lá'.
Dezoito meses depois e as coisas estão saindo cada vez mais de controle, e o mundo enfrenta uma espécie de epidemia de suicídios. Milhões já tiraram suas vidas e a perspectiva é que os números irão aumentar com o segundo aniversário da divulgação da pesquisa.


O filho de Thomas, Will (Jason Segel) está voltando para a casa do pai, e quer convencê-lo de voltar atrás em tudo o que divulgou, tentando parar os suicídios. No caminho ele conhece Isla (Rooney Mara), por quem logo se apaixona. Mas Thomas não está disposto a voltar atrás: pelo contrário, ele deseja aprofundar sua descoberta, revelando novas informações sobre o destino das pessoas que morrem.

'The Discovery' (no original) tem roteiro brilhante, isso é inegável. A ideia da vida após a morte é reinventada com criatividade no filme que tem a direção de Charlie McDowell. Com poucos trabalhos no currículo,  não é de se estranhar que um bom roteiro tenha sido mal trabalhado por McDowell, o filme tem alguns problemas de desenvolvimento e o final fica relativamente atropelado, mas ainda sim, o impacto final deixará o espectador atordoado e procurando interpretações para o que acabou de ver. 

O desfecho pode parecer complicado. Perguntas certamente ocorrerão - mas o que seria do cinema se não fosse a interpretação pessoal de cada um? Basta saber que,  em linhas gerais, toda experiência se baseia em confiar que segundas chances podem mesmo existir, acreditando ou não em vida após a morte. 






Vale Ver ! 


Um comentário:

  1. Amei essa sua descoberta no Netflix. Correndo pra ver nesse meu dia livre. Abraços!

    ResponderExcluir