Adsense Cabeçalho

PiTacO do PapO! 'Chi-Raq' - 2016

NOTA 8.5

'Chi -Raq' , longa produzido para a tevê americana, é uma adaptação de uma peça grega em que a personagem principal, Lisístrata,  uma ateniense que cinco séculos antes de Cristo, liderou mulheres numa greve de sexo. Ao rejeitarem os seus maridos, elas ajudaram a acabar com a guerra entre Esparta e Atenas.  

O filme dirigido pela lenda Spike Lee ('Febre da Selva' - 1991 e 'Malcom X' - 1992), é uma versão pop da peça, que traz um elenco incrível, tem uma mensagem direta e de quebra , inspiradora.  


A história aqui se passa na cidade de Chicago, que  está tomada pela violência e pelas brigas entre gangues rivais. Quando uma criança , filha de Irene (Jennifer Hudson) é morta por uma bala perdida, lideradas por Lysistrata (Teyonah Paris) as mulheres se reúnem e decidem tomar uma atitude drástica: iniciar uma greve de sexo até que os homens concordem em abandonar as armas. Mas os maridos e namorados, principalmente o rapper de nome Chi-Raq (Nick Cannon), grande amor de Lysistrata,   não vão aceitar essas novas regras com facilidade.


'Chi-Raq'  é na verdade um tocadilho com os nomes Chicago e Iraque (país do oriente médio que foi palco de guerras intermináveis). Todas essas referências e mensagens (ainda que em determinados momentos seja de maneira grotesca) que o filme passa ,são eficientes e até emocionantes - ressalto a superlativa cena da pregação contra a violência protagonizada pelo pastor da cidade, no filme vivido pelo ator John Cusack - somente esse take já valeria por todo filme. Felizmente a produção de Spike Lee não se resume à um dramalhão sem fim, o filme é também um comédia  direta e sem 'papas na língua'. 

Trazendo para os dias de hoje, o filme, além dessa base fictícia, também é inspirado na luta da militante Leymah Gbowee,  que propôs o mesmo modo de contra ataque contra a violência: a brutal guerra civil na Libéria, país do oeste africano, criou essa emblemática figura. Unindo cristãs como ela e muçulmanas, Leymah — assim como a personagem de Aristófanes — sugeriu que as liberianas parassem de transar com seus parceiros. O conflito civil na Libéria , durou cerca de 13 anos, onde a ativista havia testemunhado as maiores atrocidades. Vestidas de branco e reunidas em praças públicas e campos de futebol, sem ter relações com os rebeldes e as tropas do ditador Charles Taylor, as mulheres conseguiram ser incluídas nas negociações de paz. O cessar-fogo veio um ano depois. Taylor foi extraditado e condenado a meio século de prisão pela corte internacional de Haia. Aos 40 anos, Leymah, com um Nobel da Paz (2011) debaixo do braço, diz que ainda há muito o que fazer, e percorre o mundo dando seu testemunho. 

Por esse release, e claro assistindo o filme, você irá reconhecer e perceber que Lee soube dirigir com maestria ao unir esses dois mundos (ficção e realidade). Essa mensagem feminista forte, é passada de maneira leve, sem ser maçante e enfadonha. 'Chi-Raq' é uma ode à paz , contada de um jeito moderno e hypado que só o Spike Lee poderia fazer.

O filme, inédito no Brasil, que ainda conta com a presenças ilustres de Angela Basset,  Wesley Snipes e Samuel L. Jackson, pode ser encontrado on line. 





Vale Ver ! 




Nenhum comentário