Adsense Cabeçalho

PiTacO do PapO! 'De Onde Eu Te Vejo' - 2016

NOTA 9.5


Em 'De Onde Te Vejo', Luiz Villaça lança um olhar atencioso sobre o cotidiano, sobre os detalhes do dia a dia visto por vários ângulos e possibilidades. O filme lançado em abril deste ano , além de tudo explora as relações entre espaços e memórias, tudo com uma delicadeza poucas vezes vista no gênero em filmes nacionais. 


Na história , o casal Ana Lúcia (Denise Fraga) e Fábio (Domingos Montagner) decidem se separar após vinte anos de casamento e ele se muda para um apartamento do outro lado da rua. Além da separação, eles passam por uma crise no trabalho e precisam enfrentar a iminente mudança de cidade da filha em virtude da faculdade. Com todas essas mudanças, eles precisam aprender a viver essa nova realidade e até quem sabe reinventar o amor.

Luiz Villaça , que na chamada vida real é marido de Denise Fraga,  é nitidamente um apaixonado por histórias e nesse novo filme ele deixa isso bem claro, e pôde desenvolver uma cheia de detalhes riquíssimos e ao mesmo tempo complexos ,assim como as relações humanas. Essas diferenças são abertamente exploradas no filme , tudo com muita criatividade , poesia e humor. Por falar em humor , esse é um dos pontos mais bacanas da produção:  a situação do casal protagonista que aos poucos vão se tornando uma espécie de voyer e fiscais um do outro rende momentos engraçadíssimos,  mas sem ser pastelão, a comédia intrínseca ao roteiro é naturalmente engraçada, que resultam num riso frouxo e despretensioso daqueles que só são possíveis em comédias inteligentes. 

Outro ponto alto é o roteiro, assinado por Leonardo Moreira e Rafael Gomes. Graças à dupla, a narração nunca soa excessiva e algumas passagens tendem a ficar na memória por muito tempo – desafio o leitor, por exemplo, a não pensar na “trilha sonora do mundo” quando pisar fora do cinema. Tudo isso, embalado por uma trilha executada no violão (outro elemento que remete à memória), faz com que “De Onde Eu Te Vejo” seja uma das melhores surpresas do cinema nacional recente. Romântico e engraçado, o filme se distancia das comédias românticas “água-com-açúcar” por não fazer escolhas óbvias e trabalhar seus personagens com densidade. É impossível não se identificar e é ainda mais difícil não sair apaixonado.






Super Vale Ver ! 


Nenhum comentário