Adsense Cabeçalho

PiTacO do PapO ! 'Carol' - 2016

NOTA 9.7


Ao assistir 'Carol', uma pergunta ficou martelando incansavelmente na nossa cabeça:  
Porque o amor ainda se submete às convenções ? 
As escolhas vindas do coração não deveriam ser colocadas em cheque ou questionadas..  
Porque ainda o ser humano insiste em classificar o outro através de um simples rótulo? 




No filme dirigido por Todd Haynes somos apresentados à jovem Therese Belivet (Rooney Mara) que tem um emprego entediante na seção de brinquedos de uma loja de departamentos. Um dia, ela conhece a elegante Carol Aird (Cate Blanchett), uma cliente que busca um presente de Natal para a sua filha. Carol, que está se divorciando de Harge (Kyle Chandler), também não está contente com a sua vida. As duas se aproximam cada vez mais e, quando Harge a impede de passar o Natal com a filha, Carol convida Therese a fazer uma viagem pelos Estados Unidos.

Haynes (de Velvet Goldmine)  tem um currículo tímido ,  mas é conhecido pelo tratamento elegante em suas produções e que raramente comete delitos.  Mais um exemplo do cuidado dele é este longa ambientado nos anos 50 : a direção de arte , a fotografia e a trilha são belíssimos e magnetizantes , nos atraem à trama.

A narrativa se dá de maneira mais lenta e ao mesmo tempo cheia de delicadeza :  
Para fundamentar esta complicada realidade, principalmente pela época em que ela é ambientada ,  Haynes constrói um mundo repleto de sutilezas onde um simples olhar ou toque diz muito. É claro que o elenco contribuiu com boa parte do êxito do drama,  e não foi surpresa inclusive a indicação de Blanchet e Mara ao Oscar por esses papeis sensíveis , mas extremamente fortes , que tem muito a dizer mesmo não abrindo os lábios. 

Definiríamos esse longa numa só palavra ? 
Sim,  e com certeza essa palavra seria 'coragem'. 


Super Vale Ver ! 

Nenhum comentário